Amigos (de)coração!

Nascemos sem pedir, morremos sem querer. Fomos cuidadosamente colocados neste mundo sem limites que nos impõe regras sem sentido e nos apresenta uma grande variedade de pessoas. Desde seres humanos puros, inteligentes até aos mais falsos, sem escrúpulos que ignoram por completo a palavra “Respeito”.
É isto que me assusta. Por vezes interrogo-me até que ponto conheço as pessoas que me rodeiam. E constantemente me surpreendo com as conclusões que retiro a cerca de cada um. A verdade é que diariamente tenho provas da falta de integridade do ser humano. Observo atitudes reprováveis no meu ponto de ver, mas no fundo, tudo é muito subjectivo. Talvez hoje seja mais importante a futilidade á sinceridade e humildade.
Os valores já não existem, a boa educação é coisa muito antiquada, a sinceridade desapareceu do vocabulário comum. Aprendi a confiar desconfiando, infelizmente nos nossos dias não se pode “por as mãos no fogo” por ninguém. Amizades já não são o que eram, impera a falsidade, desrespeito, interesse, rivalidade. Não, isto não é amizade, nem de longe, é apenas um “ ah, somos da mesma turma, DÁ JEITO darmo-nos bem”. Por favor poupem-me a tais acordos ridículos.
Um amigo, partilha segredos, devaneios, discute, chora com o outro, ri com quem ri, é sincero no momento em que é preciso, põe em primeiro o interesse do outro do que o dele próprio. Nunca ninguém disse que a Amizade era fácil, é preciso dedicação, uma entrega tão ou maior do que aquela que damos á nossa cara-metade.
Ao longo deste pequeno percurso de vida desiludi-me com quem amava como amigo, mas a verdade, é que quem é amigo de verdade está sempre lá quando é preciso, seja apenas um ou cinco, o restante é apenas acessório de decoração.

2 comentários:

Sté disse...

o que posso dizer?
um dia tu disseste-me que as pessoas que por vezes ficam na nossa vida são todas elas de passagem, no entanto, eu sempre disse o contrário!agora que penso , talvez seja o receio, o receio de um dia saber que foram muito, termos partilhado tanto e depois deixarem de ser nada! mas a verdade é que os verdadeiros ficam sempre , pois nós e eles lutamos por uma união!
e é nesta luta que reconhecemos quem de facto são essas pessoas e se lhe damos o valor que merecem! a vida muda, nós mudamos , mas amigos ficam :D

eu vou lutar contigo, queres?:)

Davi(d) disse...

tantas verdades aqui escritas.
também já pensei se as pessoas que me rodeiam são verdadeiras mas cheguei à conclusão de que não vale a pena pensar nisso quando não é necessário. Para quê? Podemos observar a realidade mas chego à conclusão de que não vale a pena arranjar chatices por causa disso.
e tens razão! é tão difícil ser amigo. mas é isso que puxa mais interesse numa relação.
ah, e obrigado pelo comentário :)

Note.

[Imagens recolhidas do Google e do DevianArt]

Friend(s)