As tuas estrelas...

É mais uma noite á espera de um novo amanhecer. Mais um caminhar em direcção ao quarto, uma visita ao travesseiro que todas as noites escuta os meus desabafos e abraça os meus pensamentos guardados em segredo.
Vou, quase como se fosse um ciclo vicioso, até á janela, afasto as cortinas, abro-a e escuto o que há lá fora. É estranha a noite. Tem o seu jeito inocente de levar pela mão cada um a adormecer tranquilamente e tem o seu lado assustador, a escuridão que acompanha cada noite tem o prazer de encobrir cada passo, cada grito, cada olhar.
Observo através da minha simples janela, o meu olhar provavelmente se perderia na hipótese de não existir aquela luz ao fundo da rua que ganha por segundos género de vida própria e insistentemente guia meu olhar e prende o meu pensamento. Foco-me nela, penso e volto pensar, o porquê de necessitar de visitar a noite, qual o significado da partilha de segredos que entre nós fazemos, por que motivo me sinto eu acompanhada por aquele silêncio que me diz tantas palavras.
Um vento fresco toca no meu rosto e me faz sentir o cheiro da Lua que embeleza este momento. A noite provoca em mim um sentimento de solidão, mas quase que simultaneamente a sensação de conforto. Não há nada, apenas a noite e eu. Sozinha, meia que acompanhada, escuto o que o barulho do dia não permite, vejo o que a luz do sol não consegue alcançar. Olho o céu, tento contar as estrelas que tornam esta noite mais acolhedora, pensei dar um nome a cada uma delas, mas a sua essência está no seu anonimato, prefiro preserva-las como singelos ser estranhos que apenas me observam. Chego a interrogar-me se tu, naquele preciso momento, olhas o mesmo céu que eu, se as estrelas que te vêem dormir são as mesmas que me falam ao ouvido. Quantas estrelas tem o teu céu?
É assim que o cansaço chega, tal como um aviso e me diz que é hora da despedida. Apreendo no meu olhar tudo o que vejo, afasto-me da janela, fecho-a. Volto á minha cama, abraço-me aos lençóis e deixo a minha cabeça se reconfortar no travesseiro e relembro como se fosse película de filme toda a noite que vi e ainda vejo só em mim.

E o teu céu, quantas estrelas tem?

11 comentários:

Nuno, apenas Nuno. disse...

Pelo menos uma. E tem o nome de Cristiana :) Não sejas tonta. xiu! Não reclames!
Sabes que gostei. Sabes sim.
E li isto a ouvir isto http://www.youtube.com/watch?v=RNJHWDG8YH8 .
Magia?

Fábio Paulos disse...

o meu nao tem nenhuma,

gostei muito de ler


beijo

Sté disse...

já te disse que gostei muito deste!
talvez por falar em estrelas, não consigo resistir!
este paragrafo consomo-me "Chego a interrogar-me se tu, naquele preciso momento, olhas o mesmo céu que eu, se as estrelas que te vêem dormir são as mesmas que me falam ao ouvido. Quantas estrelas tem o teu céu?"

continua mana*
:)

Davi(d) disse...

Encantas-me com o que escreves.

susana disse...

é bom pensar que o nosso céu tem tantas estrelas com o céu deles . (:

Stéph disse...

Gostei mesmo deste :P
- Não abandones as tuas ilusões. Sem elas podes continuar a existir, mas deixas de viver. Sem as ilusões da nossa imaginação, o capital da felicidade humana seria muito diminuto e limitado.
Beijinhos *

Nuno, apenas Nuno. disse...

Eu já tive paixonetas por mulheres que não se arranjavam. aaah!
E também não eram o que se pode chamar de uma gaja boa. aaah!
E... coiso. Já entendeste x)

Luisinha disse...

que LINDO

Filipa <3 disse...

aprendemos a gostar, aprendemos a esperar, aprendemos a deixar ir, a não chorar, por vezes.
relembrar é o que resta na maioria dos casos. e sabes? é bom.

susana disse...

e o teu comentário gigante fez-me muito bem (;

"É por isto mesmo que só ama quem é forte." - disseste tudo com isto , tudo .
medo de amar ... amar é a coisa que mais temo neste momento . já pensei que amar é tão bom , mas quando acaba prometo a mim mesma que nao voltarei a amar , que não vale a pena . mas vale , vale sempre a pena quando temos quem nos dê valor.

e sabes o que mais admiro neste texto? a intimidade que partilhas com a noite (:

susana disse...

é , realmente , o amor é mesmo mal-educado :b
e tens razão , muitas desilusoes virão , só temos que aprender . sabendo isso , vale sempre mais arriscar .

esta noite , vou contar um segredo às estrelas , acho que vou ficar bem mais leve (:

Note.

[Imagens recolhidas do Google e do DevianArt]

Friend(s)