Mais uma página...

Terminei. Mais uma página da nossa história foi escrita. Um livro que lentamente é preenchido por sensações e ilusões que jamais quero esquecer. Quero num futuro longínquo, quando a memória for minha inimiga e me apague toda uma vida, recordar cada pedaço daquilo que é nosso através de palavras soltas do meu coração que com carinho correm apressadamente para esta folha de papel, que a cada gota de tinta da esferográfica se reflecte todo um momento.
Folheio páginas antigas e sorrio a cada instante. Percebo agora o quanto é importante ter uma história, saber o que se passou para finalmente entendermos o que somos.
Uma lágrima desabrocha e cai de um modo elegante neste livro, cresce nela um brilho especial, escorre e desaparece tranquilamente neste mundo de momentos. Procura matar as saudades dos tempos em que era um sorriso. Viaja pelos beijos dados, pelas lágrimas, pelas gargalhadas e pelo tempo que esperei por ti.
Eu já esperei por ti. E continuarei a esperar se for preciso. Procurei-te por todos os lugares que existiam ao meu alcance, imaginava que vivias num mundo longe do meu, mas a verdade é que o lugar mais perto de mim foi o que eu esqueci de procurar. Estives-te sempre a meu lado e eu nem dei conta. O teu cheiro, a tua voz, os teus gestos, tudo era-me imperceptível até um ponto, tanto te procurei que perdi as minhas forças e deixei que fosses tu a encontrar-me. E encontraste-me. Mas desde aí vi-te partir muitas vezes. E outras tantas vezes senti o teu abraço de um regresso inesperado. Mas esperei sempre. Por cada vez que partias eu esperava por ti no mesmo sitio que me havias deixado. Tinha tempo para contar todas as horas, cantar cada nota dos segundos, adormecer com cada por do sol e acordar com o seu nascer. Muitas vezes adormeci com lágrimas nos olhos e frio no corpo, mas o meu coração tinha a esperança do teu regresso que o aquecia. Vi coisas inimagináveis, senti uma grande panóplia de cheiros, senti a barriga roer de fome e a minha garganta ressequida. Mas esperei sempre por ti. Nunca desisti. Acreditei sempre que virias de novo até mim, sentia que eras meu, e o que é nosso volta sempre a nós mais cedo ou mais tarde. Sonhava em cada noite ver te chegar de comboio, desceres com as tuas malas pesadíssimas e caminhares até mim. Chegarmos perto um do outro, tão perto que fosse possível ouvir a tua respiração forte e inalar todo o teu cheiro. Queria olhar-te nos olhos e ler o que eles diziam. Esperava um abraço teu que colmatasse todas as fragilidades que passei pela tua ausência.
Eu esperei sempre por ti, apesar de todas as dificuldades. E tu sempre voltas-te para mim, não em sonhos, mas na realidade. Não chegaste num comboio nem eu adormeci numa estação, mas senti sempre o abraço do teu regresso, tive o prazer de receber um beijo teu e sentir que era levada por ti para outra dimensão, uma que só a nós pertence.

Eu esperei. Tu voltaste. E hoje somos.

Foi mais uma página escrita…

10 comentários:

Nuno, apenas Nuno. disse...

Não há palavras Cristiana.. :)

CatinhaH disse...

Perfeito *.*

Mara disse...

«Mas esperei sempre. Por cada vez que partias eu esperava por ti no mesmo sitio que me havias deixado. »

eu ainda espero e algo em mim diz-me que não devia

a música e o texto encaixam na perfeição
já a tive no meu blog
é linda*

beijinho

0sk disse...

Escreves tão bem... n_n

Patrícia Isidro disse...

" e o que é nosso volta sempre a nós mais cedo ou mais tarde . "
Não poderia de deixar de reparar nesta frase certamente esta como tantas outras me chamaram a atenção , mas principalmente esta , pois aquilo que é realmente nosso nunca se vai para sempre . adoro os teus textos escreves tão bem que consegues transmitir esse sentimento , adorei mesmo :)

Saga disse...

O meu comentário é para afirmar que não tenho nada a dizer, sob pena de estragar o texto...
Muito bem mesmo.
E não pude deixar de reparar na foto nova. :p

*

Filipa disse...

Lindo mesmo, vale sempre a pena esperar, pois tudo o que nos pertence volta sempre. :)

Davi(d) disse...

Páginas com esta qualidade é o que se quer, mesmo. Pedaços de sentimentos e uma boa forma de escrever misturam-se e dão como fruto final este teu texto.
adorei :)

CátiaSofia disse...

Que lindo*.*

Bem! Tou completamente sem palavras, tanto amor, tanta sensibilidade, tanta melodia e saudade presentes em cada palavra deste magnifico texto:D

Gostei imenso, os meus parabéns.

Beijo, e desculpa a invasão|

R.Vinicius disse...

Oi.

"- Cristiana - vejo nas linhas a nostalgia. Belo texto."

Abraço,
R.Vinicius

Note.

[Imagens recolhidas do Google e do DevianArt]

Friend(s)