A metade...

Perdi metade das minhas palavras, reparei que tinha o bolso esquerdo rasgado e por ele fugiu tudo o que lá havia. Perdi assim metade de mim, resta-me reconfortar-me em desabafar com as palavras que ainda restam, que bem ou mal lá tentam traduzir o que vai em cada pedaço de mim.

São poucas eu sei bem, mas com pouco se faz muito e com nada se transforma tudo.

12 comentários:

M. disse...

muito obrigada :$$

« mas com pouco se faz muito e com nada se transforma tudo», que grande, grande verdade *.* escreves tão bem, sabes dar significado às palavras. Gosto mesmo de passar por aqui, a sério que sim.

Nuno, apenas Nuno. disse...

Aos poucos posso-te tentar dar uma linha e uma agulha. Para cosermos esse bolso rasgado. Talvez um dia enfie a palavra Nuno lá :b

Nuno, apenas Nuno. disse...

A descrição... Lembra-te alguém? :)

Nuno, apenas Nuno. disse...

Um Cristiana qualquer :)*

Nuno, apenas Nuno. disse...

*uma

Nuno, apenas Nuno. disse...

Uuuuh! Já a deixo confusa e tudo x)
À descrição do meu blog oh.

disse...

Gosto muito, muito mesmo $:
Beijo*

disse...

Sim, e por muito que tentemos esquecer, não dá mesmo. Há coisas, e pessoas inesquecíveis, insubstituíveis $:
Beijo.

Fábio Paulos disse...

belos textos,

parabens pelo blog

Stéph disse...

Gostei +.+
- Nada se cria, apenas se transforma (:
Tens muito talento .
Beijinhos*

disse...

Está mesmo lindo *.*

Patrícia Isidro disse...

obrigado :$
"mas com pouco se faz muito e com nada se transforma tudo" , grande verdade , está lindo o texto , continua :)
beijinhos

Note.

[Imagens recolhidas do Google e do DevianArt]

Friend(s)