?

Tudo é tão vago, desprendido, ligeiramente contrário ao que um dia imaginamos. Queremos correr atrás do que por longos momentos desejamos, sentimos o calor no sangue a nos impulsionar para uma nova aventura, vivemos o sonho que um dia alguém disse que nos faria alguém.

Pensamos, idealizamos, sorrimos entre emoções, choramos entre desespero. Ouvimos e calamos tudo o que por vezes dispensamos ouvir. Mas continuamos. Contamos ao mundo inteiro o que fará parte do nosso plano futuro. Mas esquecemos que depois daquela passo nada se manterá como até agora. A vida como que dá uma volta de 180º e nem se dá ao trabalho de avisar que as nossas amarras de segurança se irão quebrar. Entramos num labirinto que nem com mapa, por mais pormenorizado que seja, nos leva ao fim desejado. Percorremos lugares desconhecidos e assustadores, enfrentamos o medo que nos põe á prova, derramamos lágrimas nos momentos em que as pernas perdem energia e não nos deixam se quer dar mais um passo. Sentimo-nos fechados, acorrentados, sozinhos e medrosos num lugar que definitivamente não nos pertence

Mas sobrevivemos. E quando numa manhã acordamos e voltamos á mesma rotina, recordamos com o coração nas mãos tudo aquilo que nos fez o que somos. Vivemos em pensamentos todos os momentos que marcaram a nossa valiosa presença nesta vida, esticamos a mão com esperança de tocar naquele amigo que jurou nunca nos abandonar, mas que a distância teimou em separar.

A verdade é que nem tudo é como imaginamos, nem os desejos mais desejamos nos tornam felizes durante a viagem de os alcançar, talvez ao chegar ao fim reparemos que todo o sacrifício foi justo e valeu a pena. Vai ser com um sorriso que nos elogiaremos por tal caminhada. Vamos ser os heróis na nossa vida.

6 comentários:

Cátia Vieira disse...

adorei, lindo (:

Isabel disse...

Adorei :)

Saga disse...

Gostei, especialmente, do último parágrafo. Em questão, as duas frases finais:

"Vai ser com um sorriso que nos elogiaremos por tal caminhada. Vamos ser os heróis na nossa vida."

São duas constatações simples, mas bem verdadeiras. Depois de suportar todas as dificuldades, chegamos ao fim com um sentimento de vitória que nos empolga de tal maneira. Resta prolongar essa sensação o mais além possível.

Saga disse...

Miminho para ti no meu blogue.

**

disse...

lindo, lindo, lindo!

Susana disse...

É , custa mesmo muito acordar todos os dias e viver uma rotina que (ainda) não é nossa e não termos connosco as pessoas que estavamos habituadas a ver todos os dias .
Custa , mas quando acabarmos vamos chorar por estar a chegar o fim . São etapas e, como disseste , vamos ser os herois das nossas vidas . :)

Note.

[Imagens recolhidas do Google e do DevianArt]

Friend(s)